Guerra    E  Paz 

 

Se a guerra faz você chorar

Pra que brigar

Sangrando toda a alma

Sem parar pra pensar!

 

Se a terra magnífica

Tudo te dar

Como pode acreditar

Que a paz não vencera

Se o céu eu ar

Conspiram pra te mostrar

Que a paz em ti está!

 

Não vale a pena lutar

Sucumbir sobre ti

Na verdade você terá

Que se redescobrir!

 

Depois venha me dizer

Como é bom viver

Ser feliz sem temer

O inimigo dentro de você

Abra o coração

Aprenda a dizer não

Aumente a compreensão

O mundo mudará

A terra agradecera!

 

Letra Inédita

O tempo passa, muda o motivo as armas mas, a dor, as lágrimas, são sempre as mesmas! Uma mãe que afaga o filho, um tiro no infinito um grito, A criança que agora chora por não ter seu afago querido.

Hoje a homens que destrói tudo por ganância, inveja, suposição ou por pura ignorância! Gerando assim, o seu próprio fim!

A alma chora
Mas não tem mais volta
Você tem que ir embora!
 
Como pode quere brigar
Pelo que não acreditar
Será que não ver
É você quem vai perder.

A alma chora
Mas não tem mais volta
Você tem que ir embora!

Como pode simplesmente achar
Quando acha não é acertar
Você precisa entender
Que tem muito a aprender.

Letra Inédita.

As vezes para o nosso próprio bem, temos que mandar um grande amor embora!

Quando a dificuldade chegar, o tempo fechar,
os olhos lagrimejar, tudo irá mudar, o pior irá passar.

Não deixe de lutar, não desista do que sonhar.

Quando si achar perdido deixe de achar; você irá se encontrar, pense positivo!

Use todos os sentidos, você é dono do seu destino lembre-se, o futuro reflete o passado, cuide do seu presente, pois amanhã será passado!


Do livro: Sensibilidade a flor da pele
Autor: Pedro Santana

Eu vou correndo pulo muro, um absurdo!
Me escondo no escuro
Bala perdida na minha mira
Capuz escuro assusta menina
Corpo estendido mais uma chacina
Viúva chora, mãe não agüenta.
Viúva chora, mãe só se lamenta!

Porque tanta violência?
Trabalho escasso, saúde da pena!
E lá no planalto
Eles só inventam!
A onde a hipocrisia
Prolifera, aumenta!!

Gostaria que fosse diferente!

Que os homens que fazem
As leis agissem diferentes!

Que a justiça não fosse tão indiferente!

Que o povo fosse tratado como gente!

Abra a sua mente, e não seja indiferente!

Letra e musica: Pedro Santana
Gravada por: Banda ESPECULUM

Infelizmente as Rádios do estado de Pernambuco se recusam a tocar a mesma.
Deixando claro que a censura existe e é manipulada por políticos!

Caso queiram ouvir, visite o site:www.especulum.palcomp3.com.br 

Faltam quatro minutos
Para eu fugir, a bomba explodir!

Faltam quatro minutos para as dez
Um tiro certo, um alvo em pé.
Becos, vielas, favelas então.
Um tiro bem no seu coração

É preciso fugir, pra não se deixar
Atingir é tiro de ladrão policia de canhão
Mistura de policia e ladrão

O que fazer para resistir
Nessa guerra que não tem mais fim
A onde políticos só pensão em si
Não tem mais para onde ir

Letra inédita

 

Outros artigos
publicidade
publicidade
Crochelandia
Visitantes desde fevereiro de 2006:
31605496

Blogs dos Colunistas

-
Ana
Kaye
Rio de Janeiro
-
Andrei
Bastos
Rio de Janeiro - RJ
-
Carolina
Faria
São Paulo - SP
-
Celso
Lungaretti
São Paulo - SP
-
Cristiane
Visentin

Nova Iorque - USA
-
Daniele
Rodrigues

Macaé - RJ
-
Denise
Dalmacchio
Vila Velha - ES
-
Doroty
Dimolitsas
Sena Madureira - AC
-
Eduardo
Ritter

Porto Alegre - RS
.
Elisio
Peixoto

São Caetano do Sul - SP
.
Francisco
Castro

Barueri - SP
.
Jaqueline
Serávia

Rio das Ostras - RJ
.
Jorge
Hori
São Paulo - SP
.
Jorge
Hessen
Brasília - DF
.
José
Milbs
Macaé - RJ
.
Lourdes
Limeira

João Pessoa - PB
.
Luiz Zatar
Tabajara

Niterói - RJ
.
Marcelo
Sguassabia

Campinas - SP
.
Marta
Peres

Minas Gerais
.
Miriam
Zelikowski

São Paulo - SP
.
Monica
Braga

Macaé - RJ
roney
Roney
Moraes

Cachoeiro - ES
roney
Sandra
Almeida

Cacoal - RO
roney
Soninha
Porto

Cruz Alta - RS