Espera-me...
pois estou te procurando
meu coração te buscando
e já sentindo o bater do teu.

Farei de tua vida toda a doçura
que um homem pode imaginar!
E no dia desse encontro,
nossos olhos se cruzarão e
nossas pupilas  se dilatarão.
Em um explodir de amor e de paixão!

Não te impacientes!
A sintonia já existe.
Insiste!

Estou chegando... falta apenas te tocar.
Eu já te amo, sinto tua alma a me chamar.
Pense em mim de qualquer maneira.
Não diga que isso é uma besteira!
O nosso amor já existe!
Deus já programou todo o caminho.
Só falta eu te encontrar!

Existem muitas interpretações a respeito desses temas. Cada religião acredita em uma nova vida após a morte, mas diferem no que diz respeito a Reencarnação e Ressurreição. Os judeus acreditavam e acreditam em Reencarnação, assim como os espíritas, budistas e outros. Os católicos acreditam no céu , inferno e purgatório. Os evangélicos pregam a existência da ressurreição e de uma só vida e outra após a morte. Quem estaria com a verdade?

Ressurreição é ressurgir em corpo  e ser levado a julgamento para o dia do juízo final. Existe aqui uma  certa coerência com os espíritas que também alegam que o corpo físico se deteriora,  mas  que existe um corpo espiritual chamado perispírito que possui a mesma aparência do corpo físico, porém de uma forma etérea.

Seria  com esse corpo etéreo e iluminado que Jesus Cristo ressuscitou e subiu aos céus ? Ficaria aqui a minha pergunta?

Existe muito equívoco nas interpretações bíblicas. Anteriormente a Terra não existia; foi tirada do nada: o texto é formal. Diz também que o mundo foi criado em 6 dias.
Eis porém que a ciência positiva, prova o contrário. A história da formação do globo terráqueo está escrita em caracteres irrecusáveis no mundo fóssil, achando-se provado que os seis dias da criação indicam outros tantos períodos, cada um de, talvez muitas centenas de milhares de anos. O tempo naquela época era diferente do nosso.Assim como o dilúvio no ano de 1654 onde Moisés indica como sendo o do dilúvio universal da formação do mundo.( Na página 71. do livro Da Criação).

A Geologia porém nos aponta o grande cataclismo como anterior ao aparecimento do homem, atendendo a que, até hoje, não se encontrou, nas camadas primitivas, traço algum de sua presença, nem da dos animais de igual categoria, do ponto de vista físico. Adão, vivendo há seis mil anos, tenha povoado uma região ainda desabitada; que o dilúvio de Noé foi  uma catástrofe parcial, confundida com o cataclismo geológico; e atentando-se finalmente, na forma alegórica peculiar ao estilo oriental, forma que se nos depara nos livros sagrados de todos os povos. Contudo, nada prova que isso seja impossível.

Entretanto, não quero de forma alguma divagar nesses assuntos bíblicos, que foram escritos por homens e traduzidos de acordo com seus pensamentos. Muita verdade e sabedoria existe neles, mas também existem muitas interpretações diferentes.

O que eu questiono sempre, é como pessoas já nascem aleijadas, cegas, ou vem com um destino tão sofrido e outras não? Porque Deus criaria um mundo tão desigual? Acho que Deus criou um mundo maravilhoso,  mas deu o livre arbítrio ao homem de escolher seu próprio destino. E é aí que vem  a Reencarnação podendo explicar tantas diversidades não é? Ao mesmo tempo, acho fantasioso ficar reencarnando cada vez em um novo corpo para a depuração do espírito. Se Jesus Cristo veio ao mundo para nos salvar, porque precisamos reencarnar?

Sinceramente meus queridos leitores, acho tudo muito vago ainda e muito misterioso. O que é importante para mim, é a fé em Deus e as nossas boas obras. O que Deus quer de nós é que sigamos os 10 mandamentos e nada mais do que isso. É uma lei pura, curta          e verdadeira, que colocaria o mundo em ordem se todos seguissem.
Se depois tivermos que reencarnar ou ressuscitar,  isso seria apenas uma conseqüência.
Fazer o bem enquanto vivemos aqui e rápido, pois a morte não avisa quando vem nos buscar.
Depois sabe-se lá...espero continuar vivendo em um mundo bem feliz, se assim eu merecer, e poder encontrá-los por lá. Beijos a todos.

A vida as vezes canta e as vezes chora
É um trilhar descompassado
Trazendo muitos pecados
Momentos de alegrias
E momentos desgraçados!

É uma canção já sem ritmo
Que nos leva a questionar
Vivemos hoje em um mundo
Onde tudo o que é contrário
O povo está a acreditar.

Nesse mundo do contrário
Onde estamos a viver
Eu fico as vezes pensando:
Será que o certo já era?
Ou que o amor agoniza?
E está a desaparecer?

O meu lamento caminha com o vento
Levando o torpe Deus da desventura
-Traga-nos força através do tempo!
-Traga-nos luz e amizade pura!
Leve o meu pranto!
-Leve a nossa dor!
-Daí-nos coragem!
-E um doce amor!
Leve as misérias desse povo forte!
Leve os tormentos! Leve a própria morte!
Leve as desgraças!  O desamor!
Não deixe mais, ninguém morrer de dor!
O vento geme... e se afasta com amargura
Ouvidando os gestos dessa noite dura
Mas segue adentro, a levar no tempo...toda a mensagem e todo o meu lamento! E a voz  do tempo responde em doce vida:

Terás os júbilos da missão cumprida!!!

Você é um animal! que me enfurece!
Me desvanece!
E morro de amor!
Amor por você!
Loucura!
Amargura!
Sei lá o que sinto?
Só sei que não minto, quando amo você.
E é nesse animal, que encontro o carinho,
e teço o meu ninho,
para abrigar você!!!

 

Nasceu no dia 31 de maio de 1939, na cidade de Cruzeiro, Estado de São Paulo. Residente atualmente na cidade de Campinas – SP, Brasil.

Em 1980 escreveu um livro intitulado Além do nosso mundo, muito elogiado pelo crítico literário João Evangelista Ferraz. É uma estória que vem trazer esperança para aqueles que sofrem suas frustrações, provando que a vida continua as vezes de forma bem feliz.

Em 1983 – participou do V. Concurso Nacional de Poesias, ganhando menção honrosa pela revista Brasília.

Em 1985 – ganhou prêmio edição, sendo convidada pela mesma Editora a trabalhar como Coordenadora Cultural na cidade de Campinas – SP; para Christina Oiticica (atual esposa de Paulo Coelho), que naquela época era proprietária da Editora Shogun Arte – RJ.

Escreveu durante 4 anos para o Jornal o Estado de Goiás, onde possui muitos debates e poemas publicados. (1982 – 1986).

Tem ainda para serem publicados muitos poemas, e um livro inédito de nome:DESCASADOS.

Tem muitos livros coordenados por ela.

Possui ainda de sua larva:

“Um conto de Preto Babão”, livro eletrônico exposto no Portal Cen – Academia Virtual de Letras Luso Brasileira. www.portalcen.org/bv/alcina/alcina.htm
www.avllb.org/academicos/040/biografia.html e

Escreve ainda para alguns sites a seguir:
www.saladepoetas.eti.br/efigenia/amigos_meninas/alcina.htm
www.fofaslides.com.br/alcina.htm
www.jornaldapoesia.jor.br/alcinaazevedo.html
www.sokarinhos.com.br
www.sardenbergpoesias.com.br
www.locurapoetica.com/alcina/alcina.htm
www.portalcen.org/bv/alcina/alcina.htm
www.sekher.com/alcina1.htm
www.sanesociety.org/pt/alcinamaria
www.poetasdelmundo.com/verlnfo.asp?ID=845 

publicidade
publicidade
Crochelandia
Visitantes desde fevereiro de 2006:
31018129

Blogs dos Colunistas

-
Ana
Kaye
Rio de Janeiro
-
Andrei
Bastos
Rio de Janeiro - RJ
-
Carolina
Faria
São Paulo - SP
-
Celso
Lungaretti
São Paulo - SP
-
Cristiane
Visentin

Nova Iorque - USA
-
Daniele
Rodrigues

Macaé - RJ
-
Denise
Dalmacchio
Vila Velha - ES
-
Doroty
Dimolitsas
Sena Madureira - AC
-
Eduardo
Ritter

Porto Alegre - RS
.
Elisio
Peixoto

São Caetano do Sul - SP
.
Francisco
Castro

Barueri - SP
.
Jaqueline
Serávia

Rio das Ostras - RJ
.
Jorge
Hori
São Paulo - SP
.
Jorge
Hessen
Brasília - DF
.
José
Milbs
Macaé - RJ
.
Lourdes
Limeira

João Pessoa - PB
.
Luiz Zatar
Tabajara

Niterói - RJ
.
Marcelo
Sguassabia

Campinas - SP
.
Marta
Peres

Minas Gerais
.
Miriam
Zelikowski

São Paulo - SP
.
Monica
Braga

Macaé - RJ
roney
Roney
Moraes

Cachoeiro - ES
roney
Sandra
Almeida

Cacoal - RO
roney
Soninha
Porto

Cruz Alta - RS