Ordens e orientações: líder, escolha as palavras certas

1-Assunto prioritário, não mande recado. Fale diretamente ao executor em alto e bom-som afim de que a ordem seja compreendida e a missão cumprida.

2-Coerência. A ordem dada hoje, caso repetida amanhã, será exatamente a mesma, quer seja no estilo, forma ou método. Coerência: “impressão digital” do líder.

3-Se você, líder, tem um serviçal, dá uma ordem de execução de um trabalho e ele o repassa para outro executar, sem dúvida, esse serviçal para lhe servir não serve...

4-Ordens exaradas, ordens cumpridas. O desacato ou recusa do executor, sem a imediata reprimenda, reduz a moral do líder e não tarda a transformá-lo num mero palestrante sem ouvintes...

5-Cultive afetividade e integração com os demais escalões da empresa. Amistosidade, temperança e compreensão para resolver problemas são formas de tornar fáceis as coisas complexas.

6-Quando uma ordem é vital, deve ser dada de forma clara, indubitável. Circulares, memorandos, e-mails são alguns recursos para esse fim, e asseguram contra alegações de desconhecimento ou de que o líder não “disse o que disse”...

7-Tenha a virtude da paciência nas palavras e nas ações. Líder que, à dificuldade do liderado responde “se vira”, “o problema é seu...”, ou, “eu já expliquei uma vez, não vou explicar duas...”, se esquece que, além de prejudicar a produção, prejudica a empresa e a si próprio.

8-Que resultado prático alguém consegue com a estupidez? Usar o tacão verbal, a intimidação, a pressão, não faz parte do manual de conduta do líder moderno. Ao contrário, o convencimento se faz pela palavra bem expressada, pela educação, tranquilidade e consideração.

9-Prerrogativas. Simpatia, afinidades, interesses outros entre líder e liderados que a estes permitam privilégios (ordens de serviços mais fáceis, mais vantajosos...), podem desencadear protestos dos não privilegiados. Há que evitar-se essa postura para não “contaminar” o ambiente.

10-Prepotência. Não distribua ordens prepotentemente, como se falasse a neófitos. Seus funcionários merecem consideração. Faça-o com o sentimento que eles são parceiros, seu braço direito. Bem tratá-los é ser bem tratado e, ao final do dia olhando o setor com alta produção refletir sorridente: “missão cumprida”!


Inácio Dantas

Do livro “Ser Líder. Pequena bíblia do Líder”

www.agbooks.com.br

 

 

publicidade
publicidade
Crochelandia
Visitantes desde fevereiro de 2006:
31321285

Blogs dos Colunistas

-
Ana
Kaye
Rio de Janeiro
-
Andrei
Bastos
Rio de Janeiro - RJ
-
Carolina
Faria
São Paulo - SP
-
Celso
Lungaretti
São Paulo - SP
-
Cristiane
Visentin

Nova Iorque - USA
-
Daniele
Rodrigues

Macaé - RJ
-
Denise
Dalmacchio
Vila Velha - ES
-
Doroty
Dimolitsas
Sena Madureira - AC
-
Eduardo
Ritter

Porto Alegre - RS
.
Elisio
Peixoto

São Caetano do Sul - SP
.
Francisco
Castro

Barueri - SP
.
Jaqueline
Serávia

Rio das Ostras - RJ
.
Jorge
Hori
São Paulo - SP
.
Jorge
Hessen
Brasília - DF
.
José
Milbs
Macaé - RJ
.
Lourdes
Limeira

João Pessoa - PB
.
Luiz Zatar
Tabajara

Niterói - RJ
.
Marcelo
Sguassabia

Campinas - SP
.
Marta
Peres

Minas Gerais
.
Miriam
Zelikowski

São Paulo - SP
.
Monica
Braga

Macaé - RJ
roney
Roney
Moraes

Cachoeiro - ES
roney
Sandra
Almeida

Cacoal - RO
roney
Soninha
Porto

Cruz Alta - RS