Educação: em mãos, a chave do sucesso e da prosperidade

Educação, premissa basilar na vida do homem. Ela é uma escada que, passo a passo e degrau a degrau, subimos em direção ao sucesso!

Mal profissional atrai mal profissional. Podemos ver esse fato acontecer todos os dias à nossa volta. Explica-se: o bom profissional não quer fazer parceria com quem vai desvalorizar seu trabalho e denegrir sua imagem. Logo, quem se aproxima do mal profissional, e faz parceria, é alguém não recomendável... As empresas, por sua vez, ao primeiro sinal de ter em seus quadros um funcionário desse naipe afastam-no de imediato.

https://jornalorebate.com.br/19-08/sucesso.jpg

O profissional que não mede suas ações, reações e comportamento perde a razão, o respeito, torna-se imponderado e ríspido. As pessoas no entorno se afastam e o convívio fica insuportável. E isso serve de alerta para que você, no seu dia a dia: jamais perca a verve da educação, mesmo sob pressão e diante de adversidades. Lembre-se, ao partir para atos de deseducação todos se afastarão e o deixarão só.

Bom profissional atrai bom profissional. Fatores como educação e cultura podem influenciar positivamente na contratação de um funcionário ou na concretização de um negócio. Na área corporativa, um bom profissional tem sempre, à sua volta, outros bons profissionais para compartilhar dificuldades e estudar soluções. Isso é um indutor de produção e ampliação de conhecimento.

Educação é o item primeiro no currículo do profissional que garimpa vitórias. É o que vai referendar os demais itens. Nas tratativas humanas, de qualquer nível cultural, a educação irradia um poder que supera as diferenças entre as classes sociais. O que não se consegue com a imposição consegue-se com a palavra bem articulada. A educação deve estar nos gestos, na expressão corporal, nas palavras, pois transmite tranquilidade e torna as inter-relações dóceis e cordiais.

Se você faz parte de equipes, entenda que é desnecessário usar o tacão físico ou verbal para ser ouvido e respeitado. Ao mostrar às pessoas a importância das suas orientações, e do serviço a ser feito, elas o ouvirão atentamente. Portanto, fale de forma natural, ressaltando o “como fazer” e o valor de um serviço bem feito. Usar formas educadas de se relacionar é ser acatado, não deixar dúvidas, ressalvas ou questionamentos. Some-se a isso que, além de tornar harmonioso o ambiente, há um reflexo positivo por toda a empresa, expressando números importantes no balanço final. 


Inácio Dantas
Do livro “Lições para o Autoaperfeiçoamento Profissional”
www.agbooks.com.br

publicidade
publicidade
Crochelandia
Visitantes desde fevereiro de 2006:
33203859

Blogs dos Colunistas

-
Ana
Kaye
Rio de Janeiro
-
Andrei
Bastos
Rio de Janeiro - RJ
-
Carolina
Faria
São Paulo - SP
-
Celso
Lungaretti
São Paulo - SP
-
Cristiane
Visentin

Nova Iorque - USA
-
Daniele
Rodrigues

Macaé - RJ
-
Denise
Dalmacchio
Vila Velha - ES
-
Doroty
Dimolitsas
Sena Madureira - AC
-
Eduardo
Ritter

Porto Alegre - RS
.
Elisio
Peixoto

São Caetano do Sul - SP
.
Francisco
Castro

Barueri - SP
.
Jaqueline
Serávia

Rio das Ostras - RJ
.
Jorge
Hori
São Paulo - SP
.
Jorge
Hessen
Brasília - DF
.
José
Milbs
Macaé - RJ
.
Lourdes
Limeira

João Pessoa - PB
.
Luiz Zatar
Tabajara

Niterói - RJ
.
Marcelo
Sguassabia

Campinas - SP
.
Marta
Peres

Minas Gerais
.
Miriam
Zelikowski

São Paulo - SP
.
Monica
Braga

Macaé - RJ
roney
Roney
Moraes

Cachoeiro - ES
roney
Sandra
Almeida

Cacoal - RO
roney
Soninha
Porto

Cruz Alta - RS