Onde nasceu o menino divino?

A- A A+
publicidade

Acreditava-se que Jesus tivesse nascido em Belém, no primeiro ano de nossa era. Porém, para os historiadores, os fatos são mais incertos e contraditórios. Como, a partir dali, desconectar esse relato fundador do cristianismo da grande história?

Jesus

Entre história, arqueologia, simbolismo e memória

Pensamos que sabemos tudo sobre o nascimento de Jesus, o lugar, a data, os atores e as testemunhas. Todavia, a leitura dos textos é desconcertante. Apenas dois dos quatro evangelhos canônicos fornecem dados diferentes - e, portanto, contraditórios - que não nos permitem colocá-los lado a lado para reconstituir o acontecimento nem inscrevê-lo precisamente na história. Eles apresentam esse nascimento como miraculoso, ao recorrer a lugares-comuns evidentes para a época: o astro associado aos Magos lembra os cometas marcando a vinda ao mundo de algum futuro imperador romano ou o horóscopo estabelecido no Oriente para cada nascimento real. É uma escritura retrospectiva: toda a vida de Jesus deveria revelar nele o Messias anunciado pelos profetas, que seus discípulos tinham reconhecido ao testemunharem sua ressurreição.

Jesus 1

Jesus nasceu em Belém, ao passo que os Evangelhos dão a ele Nazaré como "pátria"? Esta localização estava pré-determinada, dado que o profeta Miqueias tinha predito o nascimento do Messias e que isto se daria em um importante local bíblico, a pátria de Davi. O problema é que os Evangelhos não justificam da mesma forma o nascimento de Jesus em Belém.
Para Mateus, esta cidade tinha se tornado o local de residência de José, descendente de Davi, que só se estabeleceu em Nazaré no retorno da fuga para o Egito.
Para Lucas, este foi um acontecimento acidental, justificado por um recenseamento que exigia o deslocamento da família de Jesus de Nazaré, onde ela residia, para Belém, seu lugar de origem.
Jesus nasceu por ocasião do recenseamento de Quirino, como o coloca o Evangelho de Lucas? Este recenseamento é atestado e datado de 6 D.C.! Este reparo cronológico está em contradição com o que foi fornecido pelo Evangelho de Mateus, que fez Jesus nascer no fim do reino de Herodes, morto em 4 A.C. Subsiste, então, um espaço de incertezas de 10 anos, o que não é tão grande à luz do funcionamento da memória antiga.

Nascimento

Os historiadores da Antiguidade se preocupavam menos em datar com precisão um acontecimento do que revelar sua importância ao utilizar sincronismos significativos. Lucas fez Jesus nascer, o salvador universal, durante o recenseamento universal, em uma humanidade unificada pelo Império Romano. Mateus, ao contrário, apresenta Jesus como um novo Moisés, salvador de seu povo, imputando a Herodes o massacre dos recém-nascidos de Belém, o que funcionou como um eco de um episódio bíblico - a matança dos primogênitos dos hebreus pelo Faraó - pois isto não foi atestado historicamente por qualquer fonte judaica ou romana. Nesto modo de escritura, o episódio da fuga para o Egito, que Mateus é o único a registrar, mas que os Evangelhos apócrifos da infância do Cristo desenvolveram bastante, tornou-se uma necessidade.

nascimento 1

Em definitivo, no estado atual da documentação, o censo romano do ano 6 não ocorreu sob a forma que Lucas lhe dá, e o massacre das crianças, assim como a fuga para o Egito, são não-acontecimentos. Tentar reconstituir dois recenseamentos, sendo um no reinado de Herodes, para harmonizar as duas cronologias evangélicas nos conduz a uma incerteza.

O reinado de Herodes é ainda um marcador importante, comum aos dois registros evangélicos, visto que Lucas registra o nascimento de João Batista, situado por ele em alguns meses antes do de Jesus.

Jesus, afinal, nasceu em uma gruta ou em um estábulo? Mateus coloca Jesus e seus pais em uma "casa" durante a visita dos Magos. Lucas fala de uma "pousada", uma dependência de uma casa particular ou em uma hospedaria para caravanas. Não há razão para se concluir por um estábulo por causa da "mangedoura" (ou "berçário"), utilizado como primeiro berço de acordo com a utilização corrente. A gruta faz parte dos estereótipos de um nascimento maravilhoso, pois era um lugar sagrado, de experiência mística, de iniciação e de revelação tanto na Bíblia hebraica quanto no mundo greco-romano.

nascimento 2

Restou que se passou a venerar, em Belém, a partir do século II, uma gruta que determinou mais tarde a construção da Basílica da Natividade. Esta tradição de devoção interrompida resistiu até a insurreição judaica no ano 135, após a romanização autoritária da região. Esta continuidade excepcional constitui-se num bom testemunho local de confiança da memória cristã, tornando mais provável o nascimento de Jesus em Belém.

Definitivamente, que reparo cronológico, que localização escolher? E, de fato, é necessário escolher? As divergências dos textos e os silêncios da arqueologia não devem, entretanto, esconder os pontos comuns entre os dois relatos evangélicos sobre o nascimento de Jesus que constroem a mesma história teológica: o anúncio angélico, a concepção virgem, a intervenção do Espírito Santo que destacam várias vezes a filiação divina dessa criança, a genealogia davídica, os testemunhos do acontecimento externos à família. Esses são elementos fundadores do ato da fé cristã, os únicos aos quais se apegam os redatores dos Evangelhos, enquanto que o Jesus histórico e as circunstâncias de seu nascimento jamais interessaram às primeiras comunidades cristãs.

Apenas sua morte foi um acontecimento memorável.

publicidade
publicidade
publicidade
Crochelandia
publicidade
publicidade
Visitantes desde fevereiro de 2006:
30010300

Blogs dos Colunistas

-
Ana
Kaye
Rio de Janeiro
-
Andrei
Bastos
Rio de Janeiro - RJ
-
Carolina
Faria
São Paulo - SP
-
Celso
Lungaretti
São Paulo - SP
-
Cristiane
Visentin

Nova Iorque - USA
-
Daniele
Rodrigues

Macaé - RJ
-
Denise
Dalmacchio
Vila Velha - ES
-
Doroty
Dimolitsas
Sena Madureira - AC
-
Eduardo
Ritter

Porto Alegre - RS
.
Elisio
Peixoto

São Caetano do Sul - SP
.
Francisco
Castro

Barueri - SP
.
Jaqueline
Serávia

Rio das Ostras - RJ
.
Jorge
Hori
São Paulo - SP
.
Jorge
Hessen
Brasília - DF
.
José
Milbs
Macaé - RJ
.
Lourdes
Limeira

João Pessoa - PB
.
Luiz Zatar
Tabajara

Niterói - RJ
.
Marcelo
Sguassabia

Campinas - SP
.
Marta
Peres

Minas Gerais
.
Miriam
Zelikowski

São Paulo - SP
.
Monica
Braga

Macaé - RJ
roney
Roney
Moraes

Cachoeiro - ES
roney
Sandra
Almeida

Cacoal - RO
roney
Soninha
Porto

Cruz Alta - RS