Marielle a vereadora-mártir poderá ser homenageada no Carnaval carioca 2019.

A- A A+
publicidade

samba enredo curicica

Foram divulgado pela direção e pelo estreante na agremiação o carnavalesco Wagner Gonçalves, a logomarca e o texto de apresentação do tema-enredo 2019 da escola de samba União do Parque Curicica (UPC) na 3ª divisão/Série B do Carnaval carioca, cujo título é: “Eu vi Deus, Ela é negra!”.

Assim, o texto que já na 1ª frase diz que “se trata de uma grande homenagem a todas as mulheres negras das periferias do Brasil”, também afirma que narrará/retratará a História de mulheres, que desde o início, foram e são discriminadas/oprimidas por serem pobres & negras.

Provavelmente por isso, diversos órgãos de comunicação social chegaram a noticiar que o tema-enredo iria contar com um viés artístico-cultural & fio condutor homenageando a vereadora carioca pelo PSOL, Marielle Franco de 38 anos (27/07/1979 a 14/03/2018) que foi executada/assassinada a tiros juntamente com o motorista dela Anderson Gomes, este de 39 anos. O que poderá vir a ocorrer.

O fato é que o último & melhor desempenho/resultado de um tema-enredo desse tipo misto de afro e de homenagem a uma cidade apresentado pela UPC, ocorreu em 2005 na 4ª divisão/Série C do Carnaval carioca. Na oportunidade, a agremiação se sagrou campeã e o título do enredo desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Caribé, foi: “Bahia de São Salvador, o Porto Seguro do Brasil”.

Já o último trabalho desenvolvido pelo carnavalesco Wagner Gonçalves em um tema-enredo assim chamado de afro & de homenagem a uma mulher negra que tenha sido figura histórica, ocorreu na 10ª colocação da escola de samba Inocentes de Belford Roxo em 2014, na 2ª divisão/Série A do Carnaval carioca. Cujo título do tema-enredo foi: “O triunfo da América - o canto lírico de Joaquina Lapinha”.

Significa dizer que no tema-enredo: “Eu vi Deus, Ela é negra!” que o carnavalesco Wagner Gonçalves desenvolverá para a escola de samba afilhada-portelense a tricolor em azul-vermelho-branco União do Parque Curicica, pode ser que venha a ter alguma (merecidíssima) homenagem à vereadora-mártir Marielle Franco por ela ter sido assassinada/executada a tiros exatamente pela causa de suas lutas enquanto pobre, mulher e negra.

Porém, nesse texto de apresentação e, não, sinopse do tema-enredo: “Eu vi Deus, Ela é negra!”, embora a vereadora-mártir fosse católica. Ou seja, cristã em relação à Deus e à bíblia, não está claro se tal homenagem ocorrerá.

 

*torcedor da Portela – é jornalista.

publicidade
publicidade
publicidade
Crochelandia
publicidade
publicidade
Visitantes desde fevereiro de 2006:
29915833

Blogs dos Colunistas

-
Ana
Kaye
Rio de Janeiro
-
Andrei
Bastos
Rio de Janeiro - RJ
-
Carolina
Faria
São Paulo - SP
-
Celso
Lungaretti
São Paulo - SP
-
Cristiane
Visentin

Nova Iorque - USA
-
Daniele
Rodrigues

Macaé - RJ
-
Denise
Dalmacchio
Vila Velha - ES
-
Doroty
Dimolitsas
Sena Madureira - AC
-
Eduardo
Ritter

Porto Alegre - RS
.
Elisio
Peixoto

São Caetano do Sul - SP
.
Francisco
Castro

Barueri - SP
.
Jaqueline
Serávia

Rio das Ostras - RJ
.
Jorge
Hori
São Paulo - SP
.
Jorge
Hessen
Brasília - DF
.
José
Milbs
Macaé - RJ
.
Lourdes
Limeira

João Pessoa - PB
.
Luiz Zatar
Tabajara

Niterói - RJ
.
Marcelo
Sguassabia

Campinas - SP
.
Marta
Peres

Minas Gerais
.
Miriam
Zelikowski

São Paulo - SP
.
Monica
Braga

Macaé - RJ
roney
Roney
Moraes

Cachoeiro - ES
roney
Sandra
Almeida

Cacoal - RO
roney
Soninha
Porto

Cruz Alta - RS