Tornar-se diretor de Carnaval da LIESA é o cargo ideal para o mestre Laíla.

A- A A+
publicidade

Mestre Laíla carnaval RJ

Tendo sido ‘obrigado’ a deixar o cargo de diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor (BF), mestre Laíla passou a ter o seu nome especulado como em negociações com diversas agremiações, para ser contratado profissionalmente. Entretanto, o cargo ideal para o mestre é tornar-se diretor de Carnaval da LIESA, que realiza eleição para sua direção em maio/junho deste ano. Após mais de 60 anos de relevantes serviços prestados para agremiações como Salgueiro, de onde é originário, BF, Grande Rio, Unidos da Tijuca mais a de Vila Isabel e do Peruche (SP) é hora do seguinte.

É hora de se fazer jus ao gabarito de bamba do mestre Laíla, o qual já comprovou ter vocação, talento e competência para assumir até mesmo o cargo máximo de presidente-executivo em uma instituição do mundo do samba. Haja vista, na BF, por exemplo, onde ele teve três passagens que somaram 32 anos de relevantes serviços prestados, mestre Laíla acabou tendo que deixar a agremiação nilopolitana devido ao domínio oligárquico-burguês da família de origem judaico-libanesa do presidente de “honra” da (imerecida) campeã 2017, um apelidado empresário zootécnico.

O qual, embora seja torcedor mangueirense, não é sambista verdadeiro, mas sim um nefasto contraventor penal do jogo de bicho e de outras criminalidades conforme integrar máfias dos chamados jogos de azar como bingo e máquinas caça-níqueis. Não por outra razão, tal apelidado empresário zootécnico se encontra em liberdade da última condenação judicial a 48 anos prisão que sofreu, graças ao ‘investimento’ da grana-preta de um recurso de última instância impetrado na instituição burguesa Superior Tribunal de Justiça (STJ). Tal empresário zootécnico ri & soa a hipócrita sociedade capitalista.

Ele e sua oligárquico-burguesa família, através das citadas atividades criminosas há décadas exploram, oprimem e dominam a comunidade-adepta da BF e a de Nilópolis. Para tanto, os 14 títulos de campeã no Carnaval Carioca conquistados pela agremiação nilopolitana são usados como “marketing”. Para o mestre Laíla se tornar diretor de Carnaval da LIESA, será necessário que uma chapa independente concorra (e obviamente vença) na próxima eleição da LIESA em maio/junho. Conforme exigência do estatuto do órgão, é imprescindível que tal chapa seja encabeçada assim.

Luiz Carlos Magalhães o presidente-executivo da Portela enquanto candidato a presidente, tendo como candidato a vice, o presidente Chiquinho da Mangueira. Os dois únicos que se dignaram em votar contra a repetida de 2017 em 2018 virada de mesa, que neste ano livrou do rebaixamento avalizado pela atual direção da LIESA, as escolas de samba coirmãs Império Serrano e Grande Rio. Oportunamente indicarei os demais nomes de presidentes das coirmãs para compor e votar em tal chapa concorrente independente na próxima eleição da LIESA em maio/junho.

 

publicidade
publicidade
publicidade
Crochelandia
publicidade
Visitantes desde fevereiro de 2006:
30452249

Blogs dos Colunistas

-
Ana
Kaye
Rio de Janeiro
-
Andrei
Bastos
Rio de Janeiro - RJ
-
Carolina
Faria
São Paulo - SP
-
Celso
Lungaretti
São Paulo - SP
-
Cristiane
Visentin

Nova Iorque - USA
-
Daniele
Rodrigues

Macaé - RJ
-
Denise
Dalmacchio
Vila Velha - ES
-
Doroty
Dimolitsas
Sena Madureira - AC
-
Eduardo
Ritter

Porto Alegre - RS
.
Elisio
Peixoto

São Caetano do Sul - SP
.
Francisco
Castro

Barueri - SP
.
Jaqueline
Serávia

Rio das Ostras - RJ
.
Jorge
Hori
São Paulo - SP
.
Jorge
Hessen
Brasília - DF
.
José
Milbs
Macaé - RJ
.
Lourdes
Limeira

João Pessoa - PB
.
Luiz Zatar
Tabajara

Niterói - RJ
.
Marcelo
Sguassabia

Campinas - SP
.
Marta
Peres

Minas Gerais
.
Miriam
Zelikowski

São Paulo - SP
.
Monica
Braga

Macaé - RJ
roney
Roney
Moraes

Cachoeiro - ES
roney
Sandra
Almeida

Cacoal - RO
roney
Soninha
Porto

Cruz Alta - RS