Mês curto, ano longo

A- A A+
publicidade

charge calendario

Mês mais curto tem vantagens. A primeira é que diminui os dias de saldo negativo no bolso ou no banco, embora isso não resolva o problema; a segunda não é bem uma vantagem mas um arremedo, pois, terminando antes o mês, simplesmente se reiniciam, mais rápido, os novos débitos em conta do mês seguinte. Mas não era disso que queria falar.

Ando pensando que, passado o carnaval, a coisa vai pegar. Todos os nossos problemas que dormitavam, agora voltam com tudo. É um ciclo de atribulações que se repete anualmente, mas este ano de 2018 promete ser longo e mais cheio de surpresas. Sem ajuda não venceremos.

Com tantos entraves políticos, sociais e econômicos a serem resolvidos pela nação, a previsão é de muita luta, até à exaustão das forças do brasileiro. Ninguém aguentará se não houver intervalos programados estrategicamente. São como pausas necessárias na colossal batalha pela nossa sobrevivência nesse enorme pântano nacional de problemas que se arrastam na correnteza do tempo. Necessitaremos de ajuda, divina até.

Assim, acredito na necessidade dos intervalos para o refazimento de nossas forças, pois o dia-a-dia de cada um de nós tem se mostrado extenuante. Não há ninguém neste país que esteja tranquilo. Nem os mais abonados que, como dizem eles mesmos, a situação no Brasil não está mais para peixe em águas mansas.

Nós, os pequenos, que aqui permanecemos na luta diária pela simples sobrevivência, contamos com a ajuda da Providência e temos muita esperança, sim, em nosso futuro. Trabalhando muito e merecendo folgas. Querem conferir essa interessante realidade?

Vejam só. Depois do Reveillon, tivemos o carnaval ( que começou numa sexta f. e ainda nem acabou de todo ); daqui a quarenta dias, teremos Sexta feira da Paixão, seguida da Páscoa; vinte dias após, feriado Tiradentes ( sexta f. ); menos de duas semanas depois, dia do Trabalho, numa terça feira ( ops! ); um mês e meio depois teremos a Copa do Mundo ( obaaa... Brasiiil !); sessenta dias após, teremos a Semana da Pátria ( 7 de setembro, sexta f. ); menos de um mês após, feriado nacional de N.S. Aparecida ( 12 de outubro, sexta f. que precede as eleições, dia 15, ihhh! ); duas semanas depois vem Finados ( dia 02 de novembro, sexta feira ); menos de duas semanas após, proclamação da República – 15 de novembro e eleições, no segundo turno, se houver ); um mês depois, Natal, numa terça feira; e, em uma semana, novamente o Reveillon... e começa o carnaval de novo!

Deus é ou não brasileiro? Santa ajuda!

publicidade
publicidade
publicidade
Crochelandia
publicidade
publicidade
Visitantes desde fevereiro de 2006:
29934570

Blogs dos Colunistas

-
Ana
Kaye
Rio de Janeiro
-
Andrei
Bastos
Rio de Janeiro - RJ
-
Carolina
Faria
São Paulo - SP
-
Celso
Lungaretti
São Paulo - SP
-
Cristiane
Visentin

Nova Iorque - USA
-
Daniele
Rodrigues

Macaé - RJ
-
Denise
Dalmacchio
Vila Velha - ES
-
Doroty
Dimolitsas
Sena Madureira - AC
-
Eduardo
Ritter

Porto Alegre - RS
.
Elisio
Peixoto

São Caetano do Sul - SP
.
Francisco
Castro

Barueri - SP
.
Jaqueline
Serávia

Rio das Ostras - RJ
.
Jorge
Hori
São Paulo - SP
.
Jorge
Hessen
Brasília - DF
.
José
Milbs
Macaé - RJ
.
Lourdes
Limeira

João Pessoa - PB
.
Luiz Zatar
Tabajara

Niterói - RJ
.
Marcelo
Sguassabia

Campinas - SP
.
Marta
Peres

Minas Gerais
.
Miriam
Zelikowski

São Paulo - SP
.
Monica
Braga

Macaé - RJ
roney
Roney
Moraes

Cachoeiro - ES
roney
Sandra
Almeida

Cacoal - RO
roney
Soninha
Porto

Cruz Alta - RS