A importância do Farmacêutico na promoção e recuperação da saúde

A- A A+
publicidade

farmaceutico

No dia 7 de abril, comemorou-se o Dia Mundial da Saúde. A campanha, organizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), tem o objetivo de conscientizar a população a partir da discussão de um tema específico que representa uma prioridade na agenda internacional.

O tema deste ano é “Saúde universal: Para todos, em todos os lugares”, que resume o objetivo da OMS ao longo de seus 70 anos de existência. Este tema abrange uma questão delicada: fazer com que todos não só tenham direito à saúde, mas que a população possa ter os cuidados necessários quando precisar, onde quer que esteja.

No Brasil, a maior proximidade da população com a saúde é o Sistema Único de Saúde, o SUS. O SUS tem como base, assim como o tema do Dia Mundial da Saúde, a saúde para todos. O papel do farmacêutico é importantíssimo entre ações técnico-gerenciais e ações técnico-assistenciais no âmbito da atenção primária à saúde.

As ações técnico-gerenciais dão suporte ao processo gerencial da assistência farmacêutica (AF), voltado principalmente para a logística do medicamento. Também dão suporte à prescrição e dispensação – momento que o farmacêutico cria um vínculo com o paciente, orientando sobre o uso correto do medicamento, os cuidados com a prescrição e a importância da adesão ao tratamento.

As ações técnico-assistenciais visam o cuidado ao usuário, considerando o uso do medicamento, contribuindo para efetividade do tratamento, seja no âmbito individual ou coletivo, por meio de ações voltadas ao paciente e não ao medicamento.

A participação do farmacêutico no SUS inclui também a seleção do medicamento, a padronização dos medicamentos assistenciais que possam atender a população de cada cidade, a seleção do distribuidor, a garantia de que o medicamento chegue até a farmácia e que este medicamento esteja disponível por todo a ano, indo da parte administrativa à assistencial.

O farmacêutico é o profissional mais próximo da população. Sua atuação na dispensação e atenção ao paciente visa a adesão ao tratamento e o consumo racional do medicamento prescrito. Atuando em programas de educação em saúde, o farmacêutico garante que a população seja orientada em relação às doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, conscientizando a população da importância do uso correto dos medicamentos e do acesso à saúde.

Em Minas Gerais, existem mais de 24 mil farmacêuticos em atividade, em praticamente todos os municípios mineiros. Se o assunto é medicamento, procure um farmacêutico!

 

 

 

crfmg 

Contatos:

Katharina Lacerda – (31) 99580-0034 / 3218-1009

Luiza Godoy – (31) 99262-1225 / 3218-1044

 

publicidade
publicidade
publicidade
Crochelandia
publicidade
publicidade
Visitantes desde fevereiro de 2006:
30246988

Blogs dos Colunistas

-
Ana
Kaye
Rio de Janeiro
-
Andrei
Bastos
Rio de Janeiro - RJ
-
Carolina
Faria
São Paulo - SP
-
Celso
Lungaretti
São Paulo - SP
-
Cristiane
Visentin

Nova Iorque - USA
-
Daniele
Rodrigues

Macaé - RJ
-
Denise
Dalmacchio
Vila Velha - ES
-
Doroty
Dimolitsas
Sena Madureira - AC
-
Eduardo
Ritter

Porto Alegre - RS
.
Elisio
Peixoto

São Caetano do Sul - SP
.
Francisco
Castro

Barueri - SP
.
Jaqueline
Serávia

Rio das Ostras - RJ
.
Jorge
Hori
São Paulo - SP
.
Jorge
Hessen
Brasília - DF
.
José
Milbs
Macaé - RJ
.
Lourdes
Limeira

João Pessoa - PB
.
Luiz Zatar
Tabajara

Niterói - RJ
.
Marcelo
Sguassabia

Campinas - SP
.
Marta
Peres

Minas Gerais
.
Miriam
Zelikowski

São Paulo - SP
.
Monica
Braga

Macaé - RJ
roney
Roney
Moraes

Cachoeiro - ES
roney
Sandra
Almeida

Cacoal - RO
roney
Soninha
Porto

Cruz Alta - RS